Calor versus smartphones: 5 problemas e soluções para evitar danos  

Published:

Calor versus smartphones: 5 problemas e soluções para evitar danos  

No clima do verão, que dessa vez chegou reforçado por ondas sem precedentes de calor, diga-se de passagem, as altas temperaturas não atingem somente o nosso corpo e bem-estar geral. Enquanto aproveitamos o sol, a praia e a piscina, os celulares também podem sofrer com as adversidades e situações de risco relacionadas à estação mais quente do ano.   

Muitas cidades brasileiras devem continuar superando os 40 graus, por exemplo. Portanto, é essencial adotar medidas preventivas para evitar efeitos que comprometem o bom funcionamento dos smartphones. Pensando nisso, vale a pena se atentar aos principais problemas que acometem os dispositivos eletrônicos nesta época do ano para lançar mão de cuidados essenciais.  

Superaquecimento  

O calor intenso do verão pode levar ao aumento significativo da temperatura do celular. Isso não apenas diminui o desempenho do aparelho, mas também pode causar danos permanentes aos seus componentes internos, afetando a bateria, o processador e outros elementos essenciais.   

Para evitar esse contratempo, é fundamental não deixar o dispositivo exposto diretamente ao sol. Se possível, mantenha o smartphone em locais mais frescos e utilize capas térmicas que ajudam a dissipar a temperatura.   

Areia e água  

A praia é um dos destinos favoritos quando o calor impera, mas também é um ambiente hostil para os smartphones. A areia fina pode se infiltrar nos pequenos espaços do dispositivo, causando danos ao sistema interno. A água salgada, por sua vez, pode ser corrosiva, comprometendo os componentes eletrônicos; ainda o cloro usado nas piscinas também não é nada amigável.  

Usar capas à prova d’água e manter o smartphone na bolsa para não ter contato com a areia são maneiras de proteger o dispositivo.   

Roubos e furtos nas férias  

Infelizmente, o ritmo de férias que a estação mais quente do ano evoca também traz aumento nos casos de furtos e roubos, especialmente em locais movimentados. Os smartphones, por serem objetos de alto valor e fácil acesso, tornam-se alvos frequentes.  

Para se ter ideia, levantamento apresentado do Fórum Brasileiro de Segurança Pública 2023 aponta que quase um milhão de celulares foram roubados ou furtados no Brasil em 2022, alta de 16,6% ante 2021.   

Por isso, é essencial manter a atenção ao entorno. Além do mais, considere a instalação de aplicativos de rastreamento e segurança, que podem auxiliar na recuperação do dispositivo em caso de perda ou roubo. Ainda contar com um bom plano de seguro do aparelho pode ao menos recuperar o prejuízo financeiro. O mercado hoje oferta coberturas que permitem ao segurado personalizar o serviço de acordo com o seu perfil e bolso, sem gastos extras.   

Recursos desnecessários  

Durante os dias mais quentes, vale também desativar recursos como bluetooth, wi-fi e GPS quando não estiverem em uso. Isso reduzirá o consumo de energia e ajudará a evitar o superaquecimento.  

Celular e carro  

Essa dupla definitivamente não combina, seja em trânsito ou parado. Deixar o smartphone dentro de um veículo estacionado é uma prática arriscada, já que as temperaturas internas podem subir rapidamente e causar danos irreversíveis. Portanto, é melhor prevenir do que remediar! 

*Por Tatiany Martins, diretora comercial da Pitzi 

 

Richard Max
Richard Maxhttps://richardmaxtech.com.br
Jornalista desde 2001, apaixonado por Tecnologia, escreve para ajudar as pessoas entenderem de tech de forma fãcil e descomplicada.

ÚLTIMOS POSTS